Saiba qual o momento ideal para uma cirurgia plástica

Há hora certa para realizar cada procedimento, identifique antes de se decidir

Por Especialista - publicado em 09/01/2009


As primeiras rugas apareceram, a pele não está mais tão viçosa e firme como antigamente e aquelas gordurinhas extras no abdome e no quadril estão incomodando mais do que nunca? Nenhum desses motivos isoladamente é suficiente para correr para o consultório do cirurgião plástico. Há uma série de fatores a serem considerados antes de optar por uma cirurgia plástica. Na medicina, existem muitas variáveis que contribuem para uma indicação cirúrgica. É preciso destacar que nem sempre a precocidade da intervenção traz um resultado favorável. Com o avanço da dermatologia, há diversos procedimentos não-cirúrgicos, como lasers e peelings, que podem corrigir pequenas deformidades sem a necessidade de realizarmos uma cirurgia plástica.

Prótese de silicone nos seios

Não é a idade que vai determinar o limite para a colocação das próteses, mas a capacidade de sustentação da pele. Quando a mulher começa a se incomodar com as imperfeições no busto causadas pelo tempo, por uma gravidez ou devido a um grande emagrecimento, este é o tempo certo para esta paciente. Não há necessidade de submeter a paciente a um procedimento cirúrgico estético apenas devido à indicação do próprio cirurgião, se, intimamente, ela está satisfeita com o próprio corpo.

Para as mais jovens, o ideal é que a cirurgia seja realizada apenas após a maioridade. Um dos parâmetros médicos é que as meninas tenham atingido a altura média da família e já tenham caracteres sexuais, como o desenvolvimento das mamas e o aparecimento de pêlos pubianos.

Já para as que acabaram de ter um bebê, o melhor é pensar na cirurgia, pelo menos, seis meses após o aleitamento. É importante lembrar que mulheres que ainda pretendam ter filhos não são as mais indicadas para realizar a cirurgia. Um novo período de amamentação pode exigir uma nova cirurgia.

Plástica no rosto e no pescoço

Para as plásticas de rosto e pescoço, a idade é o fator preponderante para a realização da cirurgia plástica. Não há indicação de plástica no rosto e pescoço para jovens de 25 anos, por exemplo, é preciso ter a flacidez necessária para uma indicação cirúrgica. Mas existem algumas exceções: mulheres que tenham tido problemas sérios de acne na juventude podem apresentar flacidez no rosto na faixa de 30 anos. Nestes casos, o procedimento cirúrgico pode ser realizado antes dos quarenta anos.

Lipoaspiração

Como a lipoaspiração não é método de emagrecimento, os próprios Conselhos de Medicina condenam o procedimento para este fim e estabelecem um limite de retirada máxima de gordura de até 7% do peso corporal. Sua indicação, portanto, é harmonizar o contorno do corpo. Por isso, a hora certa para fazê-la é quando já se perdeu os quilos extras e os exercícios físicos não resolveram o problema de gordura localizada.

A cirurgia não deve ser feita em pacientes com sobrepeso e muito menos em pacientes muito jovens, como adolescentes. É preciso destacar também que a lipoaspiração é indicada para quem não tem problemas de flacidez. Quem tem sobra de pele na barriga, por exemplo, deve optar por uma plástica de abdômen.

Nariz

Como em todas as outras cirurgias plásticas, é importante que a paciente tenha atingido seu desenvolvimento completo para que o especialista possa avaliar melhor a proporção que precisa ser corrigida. Essa maturidade geralmente se atinge com a maioridade, sempre respeitando a função respiratória da paciente.

Combinar ou não as cirurgias

Associar a cirurgia plástica estética a outros procedimentos cirúrgicos com indicação médica pode trazer benefícios como economia de tempo e apenas um processo de recuperação. Mas a decisão de combinar as duas operações deve ser bem criteriosa. Essa associação só é válida para cirurgias mais simples, como alguns procedimentos ginecológicos, em que não haja complicações ou suspeitas de malignidade. De qualquer forma, a prioridade deve ser sempre a parte médica e, ao sinal de qualquer problema, a estética deve ser suspensa.

Recomendações gerais

Em qualquer fase da vida, antes de se decidir pela cirurgia plástica, o cuidado na escolha da clínica e do profissional onde o procedimento será realizado são essenciais. Procurar um profissional com título em Cirurgia Plástica é fundamental. Trocar informações com ex-pacientes do cirurgião escolhido e perguntar aos mais próximos se conhecem e aprovam o trabalho do profissional também pode minimizar riscos.


Ruben Penteado é cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e diretor do Centro de Medicina Integrada.

Para saber mais, acesse: www.medintegrada.com.br


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

 Ruben Penteado

Escrito por:

Ruben Penteado

Cirurgia plástica

Ajudou 8754 pessoas


Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."